POSSÍVEIS IMPACTOS SOCIOECONÔMICOS DAS OLIMPÍADAS DE 2016 NO RIO DE JANEIRO

Carina Rodrigues de Lima, Edgar Keiti Takaki, Aline Correia de Sousa Colantuono

Resumo


Em todo mundo há um amplo debate sobre os custos e os benefícios de se receber megaeventos, visto que o efeito positivo é pouco significativo frente ao montante de investimento realizado. Como um evento de grande proporção, os Jogos Olímpicos atraem investimentos para a cidade sede e demandam recursos financeiros governamentais para o cumprimento dos requisitos impostos pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Nesse sentido, o objetivo deste estudo é analisar os possíveis legados de âmbito econômico, social e ambiental na realização dos Jogos Olímpicos de 2016 na cidade do Rio de Janeiro. Para a elaboração deste artigo, foi realizada uma pesquisa qualitativa, de cunho bibliográfico e documental, por meio da qual foram examinados dados e informações do IBGE e de outras fontes secundárias, tais como: trabalhos científicos, relatórios técnicos e reportagens divulgadas na grande mídia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado por

ISSN: 2238-4405