“ARTEFATOS DE CONTROLE DE CUSTOS” UTILIZADOS NA GESTÃO DE MICRO E PEQUENSAS EMPRESAS (MPES) DA REGIÃO DO VALE DO RIBEIRA

Carlos Roberto Souza Carmo, Denis Mauricio Fortes da Silva, Fernanda dos Santos Andozzio, Francisco Sérgio Cunha, Igor Gabriel Lima, Juliana de Freitas Domingues Dario

Resumo


A participação do faturamento das micro e pequenas empresas no Produto Interno Bruto do Brasil e, ainda, a quantidade de empregos gerados por essas entidades são alguns dos muitos fatores que podem traduzir a sua importância para economia nacional. A despeito de toda essa relevância, conforme observam algumas pesquisas, a maioria dessas empresas tende a utilizar métodos ultrapassados para realizar o controle gerencial das suas atividades. Nesse contexto, este trabalho de natureza qualitativa teve por objetivo geral realizar um estudo exploratório, apoiado em métodos descritivos, sobre os “artefatos de controle de custos” utilizados por algumas das micro e pequenas empresas da região do Vale do Ribeira, no estado de São Paulo, como ferramenta de apoio à tomada de decisões. Ao final das investigações, foram coletadas importantes evidências, de natureza empírica, sobre: (a) quem são os administradores desses empreendimentos; (b) como a amostra pesquisada pôde ser classificada em relação aos critérios de um dos maiores órgãos de apoio às  micro e pequenas empresas, o SEBRAE-SP; (c) a utilização, ou não, de algum tipo de software voltado para o processo de gestão de custos e, ainda, qual a “taxa de utilização efetiva”  deste tipo de sistema de informação; (d) quais as metodologias de custeamento utilizadas por aquelas empresas; (e) como as informações de custos são utilizadas no suporte à tomada de decisões periódicas e, ainda, como e com que freqüência tais informações são utilizadas no processo de planejamento; e, entre outras evidências, (f) com qual finalidade são utilizadas as informações relativas a custos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado por

ISSN: 2238-4405