ÍNDICE DE TRIATOMÍNEOS POSITIVOS PARA Trypanosoma cruzi, EM MONTE CARMELO (MG), NO PERÍODO DE 2005 A 2009

Helena Maria Fernandes

Resumo


RESUMO: A doença de Chagas é classificada como uma zoonose. Tem como vetores triatomíneos hematófagos, e como agente causal o protozoário flagelado Trypanosoma cruzi, provocando no homem várias manifestações clínicas, destacando as formas cardíaca e digestiva, sendo as lesões cardíacas responsáveis pelo maior índice de morbidade e mortalidade. O estudo objetivou analisar as espécies prevalentes, e o índice de triatomíneos infectados no município de Monte Carmelo – MG. No período de cinco anos foram capturados 230 triatomíneos de cinco espécies diferentes, com prevalência da Panstrongylus megistus. O nível de infecção para Trypanosoma cruzi atingiu o índice de 13%, do total de triatomíneos analisados. Mesmo com a captura de alguns vetores contaminados, nos últimos anos não houve nenhum registro da doença, o que indica que a transmissão vetorial encontra-se controlada no município.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado por

ISSN: 2238-4405