AVALIAÇÃO DO EFEITO DO EXTRATO DE CAMOMILA SOBRE A REDUÇÃO DA CRISE EPILÉPTICA EM Drosophila melanogaster

Claudia Aparecida Silva, Denise Dias Alves Cocco, Luiza Diniz Ferreira Borges, Tamiris Sabrina Rodrigues, Carlos Ueira Vieira, Ana Maria Bonetti, Cássio Resende Morais

Resumo


A epilepsia é uma das doenças neurológicas de maior incidência em todo mundo. Mesmo com o avanço nas indústrias farmacêuticas, nos países desenvolvidos, 65 a 80% da população faz uso de plantas para fins medicinais. Dentre as espécies vegetais, a camomila Matriacaria recutita se destaca pelas suas propriedades medicinais. Em função do uso comum de camomila pela população, o presente trabalho teve como objetivo, avaliar o efeito do extrato de camomila sobre a crise epiléptica de Drosophila melanogaster mutante da linhagem bang senseless (bss¹). Moscas bss¹ foram tratadas com solução do extrato de camomila nas concentrações de 10 mg/mL, 5 mg/mL e 2,5 mg/mL durante 12, 24, 48 e 72 horas de exposição. Moscas bss¹ tratadas com água ultrapura foram usadas como controle positivo. As moscas foram filmadas, e o tempo que cada grupo tratado com camomila levou para voltar da crise foi registrado e comparado com o controle positivo. Neste trabalho também foi avaliado a toxicidade do extrato de camomila. Foi evidenciado efeito tóxico do extrato de camomila na concentração de 10 mg/mL nos tempos 48 e 72 horas. Não foi observado redução da crise epiléptica em moscas bss¹ tratadas com o extrato de camomila em nenhum intervalo de tempo.

PALAVRAS-CHAVE: Epilepsia; Camomila, bss¹.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado por

ISSN: 2238-4405