THE ROLE OF THE PUBLIC DEFENSE OFFICE IN PENAL EXECUTIONS AND ITS CUSTUS HUMANUS FUNCTION

Túlio de Oliveira Guimarães, Geilson Nunes

Resumo


O presente artigo teve por escopo demonstrar o atual papel social desenvolvido pela Defensoria Pública, instituída como órgão da execução penal. Sua funcionalidade se mostra de vital importância à sociedade, sendo-lhe inerente o exercício da função custus humanus, que foi alvo principal deste trabalho. O estudo também possuiu o objetivo de analisar princípios próprios do cumprimento de pena no Brasil, bem como o resultado teórico do que se espera do indivíduo ao terminar sua reprimenda. Para ilustrar a pesquisa, inicialmente foram abordados os aspectos legais e doutrinários da Execução Penal, a partir de um olhar sobre o papel da Defensoria Pública, em seguida foi analisada a função custus humanus nas Execuções Penais. Como método, utilizou-se o dedutivo e, como metodologia, optou-se por uma pesquisa essencialmente bibliográfica.
Palavras-chave: Cumprimento de pena. Funcionalidade. Importância social. Órgão de Execução. Reprimenda.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado por

ISSN 2237-0870 - Versão Online
ISSN 2236-0492 - Versão Impressa

Copyright © 2010 FUCAMP | Todos os Direitos Reservados Av. Brasil Oeste, s/n | Jardim Zenith | Monte Carmelo | MG | 38500-000 | (34)3842-5272