EDUCAÇÃO DE QUALIDADE E AVALIAÇÃO: RAÍZES HISTÓRICAS DE UMA CORRELAÇÃO CONTEMPORÂNEA

Roniria Silva dos Santos, Rosimeire Montanuci, Eduardo José Pacheco

Resumo


O presente artigo tem por objetivo discutir as condicionantes históricas das atuais políticas públicas de avaliação as quais, por definição legal, têm por objetivo promover a qualidade da educação no Brasil. Para tanto, percorre um caminho que parte da consideração ontológica da avaliação e da educação, enquanto aspectos fundamentais da construção humana, mas que, uma vez correlacionados, exigem a sua compreensão enquanto produtos sociais, localizados no tempo e no espaço. Enquanto tal, articulam-se a interesses de sujeitos e de grupos que, no contexto atual das políticas de avaliação da educação, satisfazem as necessidades do mercado, respondendo às pressões de organismos internacionais, dentre os quais destacamos a UNESCO. Não se negando o valor fundamental do exercício avaliativo; cientes do necessário investimento que todo processo qualitativo enseja e, diante os limites políticos que ainda vigoram no cenário educativo, conclui-se que é necessário fazer uma escolha.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2236-9929 - Versão Online
ISSN 1678-1244 - Versão Impressa

Copyright © 2010 FUCAMP | Todos os Direitos Reservados Av. Brasil Oeste, s/n | Jardim Zenith | Monte Carmelo | MG | 38500-000 | (34)3842-5272