Trabalho informal e sazonalidade: uma análise na festa de Nossa Senhora da Abadia em Romaria-MG

Mayara Abadia Delfino Anjos

Resumo


Esse artigo apresenta uma pesquisa sobre o trabalho e aborda de uma forma geral os empregos informais e as empresas sazonais existentes no país. É grande o número de trabalhadores informais e empresas sazonais no país e isso faz com que sejam relevante instrumentos de geração de emprego e renda, visto que, se calculado no PIB (Produto Interno Bruto), daria algo mais interessante; não dá para estimar, mas é bem significativo. O trabalho informal e empresas sazonais servem como geradores e até mesmo como complemento de rendas de diversas famílias brasileiras que encontram neles uma melhor forma de sobreviver, apesar de todas as dificuldades enfrentadas e da precarização enfrentada por essas pessoas.

Eles têm uma forte relação com o turismo, visto que para atender a necessidade de todos os turistas e visitantes, o turismo é automaticamente um grande gerador de empregos informais e de empresas sazonais, além dos impactos que eles proporcionam à economia do município de Romaria – MG, devido ao turismo de evento que a cidade oferece, principalmente no mês de agosto, em decorrência da Festa de Nossa Senhora da Abadia. De uma forma geral, essa pesquisa visa um estudo sobre o trabalho informal e empresas sazonais no país (macro) e uma análise dessas teorias na Festa em Romaria (micro).

Palavras-chave: Trabalho. Informalidade. Sazonalidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2236-9929 - Versão Online
ISSN 1678-1244 - Versão Impressa

Copyright © 2010 FUCAMP | Todos os Direitos Reservados Av. Brasil Oeste, s/n | Jardim Zenith | Monte Carmelo | MG | 38500-000 | (34)3842-5272